Entre cão e gato. Como melhorar a relação dos pet’s

vetblog

A relação entre cão e gato pode ser problemática se não houver controle por parte do tutor dos animais. Embora haja essa assimilação de cães e gatos como inimigos naturais, é possível que se tornem amigos e, inclusive, brinquem juntos. Vamos te ensinar algumas etapas de aproximação para que seus pets possam conviver harmonicamente.

1. Quanto mais cedo cão e gato são apresentados (se filhotes), mais fácil é educá-los. Permita ao gato ficar à vontade perto do cão enquanto você estiver por perto;

2. A castração reduz o comportamento agressivo de ambas espécies – Castre seus pets e além de prevenir doenças e tumores, reduzirá a probabilidade deles viverem em conflito;

3. Gaste energia com seu cão. Leve-o para passear, jogue bola e brinque muito para que ele mantenha um nível equilibrado de energia;

4. Adestramento profissional fará com que seu cão se torne obediente e respeite seus comandos;

5. Quando os pets estiverem juntos, fique no mesmo ambiente e se perceber sinais de agressividade, jogue água nos animais – O suficiente para assustá-los;

6. Tenha áreas separadas para cada animal em sua casa. Cães e gatos nem sempre dormem juntos;

7. Jamais tente separar uma briga entre animais sozinho. Por mais que eles gostem de você, acidentalmente poderá sair machucado(a). Sempre use água para interromper – Como comentamos acima.

Nosso intuito é lhe ajudar na relação entre seus pet’s, mas esse artigo não exclui a necessidade de ajuda veterinária em casos mais graves. Não deixe de nos procurar.

Cuidados essenciais com filhotes

Filhotes, sejam eles de cães ou gatos, são muitos fofos, não? Como todo bebê, eles precisam de cuidados especiais na primeira fase da vida para que cresçam saudáveis e se desenvolvam.

Ao adotar ou comprar um companheiro é importante, antes de mais nada, verificar sua disponibilidade para cuidar de alguém que será dependente de você, que precisará de comida, atenção e carinho. Animais de grande porte não conseguem viver com qualidade em ambientes pequenos, como apartamentos, pois precisam de espaço para correr e brincar. Já imaginou como viveria um dálmata em 25 metros quadrados?

Até os 30 dias de vida, cães e gatos, devem ser alimentados exclusivamente com leite materno. Após este período inicia-se a introdução a ração específica para filhotes. No mercado pet há também papinhas prontas como opcional para filhotes. Nas primeiras semanas os pets precisaram de vermífugo para se protegerem de vermes e parasitas.

resize-img

Aos 45 dias de vida deve ser dada a primeira dose das vacinas preventivas, a vacina Polivalente ( V8 ou V10). Após 30 dias, a segunda dose da V8 ou V10 e primeira dose da vacina contra Bordetella (Gripe dos Cães). 30 dias após a segunda dose a vacina Antirrábica (dose única). Alguns animais, dependendo da avaliação do Médico Veterinário, talvez precise fazer uma quarta dose da V8 ou V10. É importante que seu filhote seja acompanhado por veterinário durante este período que pode durar em torno de cinco meses.

A castração pode ser realizada a partir dos 05 meses de idade para machos e fêmeas. O procedimento, que é simples, evita tumores futuros e reduz a agressividade e territorialismo dos machos.

Decidiu por ter um peludinho? Traga-o na VET24H para acompanhamento médico com um de nossos veterinários especialistas.