Motivos para adotar um pet sem raça definida

adocao-srd

Que tal oferecer uma chance de qualidade vida a um pet vira-lata?

Quando pensamos na possibilidade de adotar um cãozinho ou gato para alegrar nosso dia a dia, de imediato, lembramos de animais de raça. Entretanto, os pet’s vira-latas, conhecidos como SRD, são tão belos, divertidos e amáveis quanto os demais. Há inúmeras ong’s de proteção animal que são abrigos temporários para animais que foram resgatados de maus-tratos, desnutrição, das ruas e, estes pequenos notáveis aguardam pela chance de também receber muito amor, carinho e cuidado de seus tutores. Que tal adotar um SRD?

Nós listamos alguns poucos motivos (poderíamos escrever páginas e páginas de bons motivos <3) para você se decidir:

– São de todas as cores, tamanhos, tipos de pêlos

– Costumam ser mais resistentes a doenças do que cães de raça. Iss acontece porque eles já passaram pela seleção
natural e tem uma variação genética maior que as raças puras;

– Doam amor e carinho como ninguém. Inconscientemente praticam a gratidão por quem o adotou;

– Além de companheiros, são também muito fieis. Alguns parecem nosso cão de guarda – Não deixam ninguém estranho se aproximar;

– Adotando um pet você colabora para a diminuição na quantidade de animais abandonados. Você entra para uma estatística positiva;

– A propagação de doenças como a raiva, cinomose, leptospirose, entre outras também diminui, pois essas doenças são mais comuns em animais de rua e abandonados;

– Ajudamos a difundir que a beleza está na alma e nas diferenças. Quem sempre sonhou com um cãozinho branco e peludinho pode se realizar com um vira-lata magrelo e orelhudo;

– São mais espertos, pois aprenderam a viver perigosamente na malandragem da rua

Conseguimos te convencer a adotar um vira-lata? Se ainda não,

– Imagina que felicidade chegar em casa e ser recebido por um peludinho de quatro patas que te recebe como quem não lhe vê ha anos de tanta saudade e emoção. Impossível resistir a tanta alegria.

Os SRD’s são os pets mais felizes!

Cuidando e protegendo melhor seu peludo. Banho, vermífugos, quais as melhores opções?

Se você quer saber como cuidar melhor de seu bichinho, respeitando sua natureza e equilíbrio, esse post é para você.

As pessoas, em sua maioria, tem o costume de banhar os cachorros 1 vez por semana, especialmente os pequenos, que costumam ficar mais tempo dentro de casa e dormem com humanos. Geralmente fazem isso porque não querem que fiquem fedidinhos ou para não sujar a roupa de cama. Você sabia que, diferentemente de nós, os cachorros possuem apenas de 3 a 5 camadas de células? Nós temos de 10 a 15. Por isso, se eles tomarem banho toda semana, além de perderem a proteção natural da pele, o processo de renovação celular se torna longo. O ideal é um banho a cada três semanas ou o menos possível!

Os shampoos e sabonetes utilizados precisam ser os menos agressivos a pele, preferencialmente livre de químicos, como corantes, aromatizantes artificiais e parabenos (comprovadamente cancerígeno), pois podem causar alergia. As vezes seu cachorro tem coceira constante, mesmo sem ter carrapatos ou pulgas e a causa pode ser o produto usado no banho.

Cãozinho no banho

Para proteger seu peludo dos parasitas e vermes, fique sempre atento as fezes e leve-o ao veterinário ao menos duas vezes ao ano para realização de exames e controle de saúde. Alguns alimentos, como alho, sementes de abóbora e menta, são vermífugos naturais. Você pode amassar dois dentes de alho crus e colocar de molho em 200ml de azeite de oliva extra virgem (em uma garrafa de vidro escuro) e regar as refeições com um pouquinho dessa mistura diariamente. Colocar umas folhinhas de hortelã na água filtrada e gelada, além de refrescar, também inibe a proliferação dos parasitas.

Para cuidados com a pelagem e equilíbrio da pele o que prevalece é uma alimentação rica em nutrientes e o bem estar do animal, com atividades físicas que estimulem-o. Mas, se você gosta de usar produtos condicionantes, experimente usar óleo de coco, amêndoas e extrato de erva de babosa (aloe vera). Sim, são produtos utilizados por nós, mas que também podemos passar nos peludos. Sempre em quantidade menor. Você pode misturar estes produtos ao shampoo de banho, por exemplo.

Ah, gatos não precisam tomar banho. Lambendo-se eles ficam limpinhos e dispensam a necessidade.

Você sabia que na VET Especialidades, nós temos banho e tosa? Usamos produtos selecionados e que preservam o equilíbrio natural da pele e pêlos de seu cãozinho.